Thetahealing

A técnica de cura energética que ensina a identificar e mudar crenças e outros padrões bloqueadores que limitam nosso crescimento e o alcance de objetivos

O thetahealing é uma técnica de cura energética que promove o bem-estar mental, físico, emocional e espiritual, através de meditação, a qual combina ciência e espiritualidade e que permite identificar e transformar instantaneamente crenças negativas e limitantes ou traumas que podem estar profundamente armazenadas no inconsciente. É um trabalho de cura energética que usa uma onda cerebral, a Theta.

Tania Rainha, instrutora certificada como “Master and Science” (Mestrado e Ciência) no ThetaHealing pelo THInK® - EUA, conta que o TethaHealing foi criado pela americana Vianna Stibal, uma intuitiva naturopata e massagista, recebeu um diagnóstico de câncer sem nenhuma possibilidade aparente de recuperação. Com três filhos e uma doença terminal, o panorama era desolador. No entanto, ela não desistiu e decidiu trabalhar por sua recuperação. Vianna aprendeu o processo para reduzir a frequência cerebral de uma pessoa a 4/7 ciclos por segundo, conectando com a Fonte capaz de proporcionar a cura instantânea. Sua recuperação foi considerada um milagre médico. Interessada em compreender como funciona o processo, Vianna pediu a ajuda de um físico e, com eletro encefalogramas, descobre que a técnica utilizava ondas cerebrais Theta.

Turma do Curso de Formação Thetahealing - DNA Básico.  Local: Marzen-Vila Velha/ES
Turma do Curso de Formação Thetahealing - DNA Básico. Local: Marzen-Vila Velha/ES

De acordo com Tania, “o thetahealing é uma técnica, uma abordagem holística de desenvolvimento pessoal que utiliza as ondas cerebrais Theta para criar uma mudança positiva e poderosa. O ‘criador’ é a ‘fonte criadora de tudo que há’. Toda a criação veio a partir desta fonte, de acordo com crença de cada um. Quando entramos na frequência cerebral Theta realizamos uma meditação focada, onde conseguimos realizar transformações em nosso corpo, mente, sentimento, energia. É uma força divina ou um todo, já pesquisada pela ciência. O thetahealing liga a espiritualidade à ciência. Está relacionada à física quântica. Theta é o estado de espírito onde acredita-se que você pode criar tudo e mudar a realidade instantaneamente”, afirma.

Tania esteve no Espírito Santo, para ministrar o curso de Formação em ThetaHealing - DNA Básico, e retornará nos dias 01, 02 e 03/12 para ministrar mais uma Formação em Thetahealing, porém DNA Avançado, ambos tendo como local de realização: Marzen em Vila Velha-ES.

Mais informações sobre o curso, contato com as facilitadoras no Espírito Santo: Darliane Fiorin (27) 99636-2241 ou Juliana Caran (27) 99261-5120.

anuncio sns novembro 2017

Gestão de micro e pequenas empresas

As fraquezas detectadas estão relacionadas com a gestão administrativa, financeira e de recursos humanos

No Brasil, são consideradas microempresas aquelas que registram em cada ano calendário uma receita bruta de até R$ 360 mil. Já as empresas de pequeno porte são aquelas com receita bruta anual superior a R$ 360 mil e até R$ 3,6 milhões. Segundo o Sebrae Nacional, no Brasil existem 6,4 milhões de estabelecimentos. Desse total, 99% são micro e pequenas empresas (MPEs).

De acordo com Jaqueline Guerra, empresária da JC Consultoria, as MPEs respondem por 52% dos empregos com carteira assinada no setor privado.

Jaqueline informa que ela e sua equipe foram a campo verificar quais eram as maiores dificuldades que as empresas enfrentam no dia a dia, em suas atividades.

“Observamos que a recessão em que o país vive contribuiu muito para a mortalidade das Micro e Pequenas Empresas, porém não é o principal fator. Percebemos que a falta de planejamento, o descontrole financeiro e a mão de obra desqualificada, têm bastante contribuição no fechamento de empresas”, diz.

Através de pesquisa, chegaram a uma lista de 19 dificuldades encontradas na gestão das empresas e que contribuem diretamente no fechamento das Micro e Pequenas Empresas. São elas:

Gestão Administrativa

  • Ausência de um Planejamento Estratégico;
  • Ausência de parâmetros para atingir as metas;
  • Ausência de foco e direcionamento;
  • Ausência de clientes para a concorrência devido ao mau atendimento;
  • Ausência de Gestão de Estoque – Análise de Demanda e Curva ABC;
  • Perda de vendas por não buscar oportunidades de parcerias.

Gestão Financeira

  • Descontrole do fluxo de caixa e Capital de Giro insuficiente;
  • Descapitalização financeira, ou seja, gastar em uso próprio o capital de giro da empresa;
  • Inadimplência;
  • Pagar juros mais altos pela captação de recursos financeiros imediatos;
  • Atrasos no pagamento de colaboradores e fornecedores;Ausência de informações financeiras para tomadas de decisão.

Gestão de RH

  • Processo de seleção deficitário e falta de avaliação de perfil ideal para contratação e promoção;
  • Falta de desenvolvimento da equipe;
  • Falta de avaliação desempenho e Pesquisa de Clima;
  • Falta de definição de responsabilidades – Descritivo de posto – Organograma;
  • Falta de uma política salarial;
  • Ausência de Gestão dos Sócios;
  • Ausência de um Gestor com formação em Administração.

vale novembro 2017

 

Somar Advocacia - reforma trabalhista

As advogadas Aretusa e Mayra apresentam quadros comparativos com as principais alterações sobre as novas regras

Entrará em vigor no dia 11 de novembro de 2017 a Lei nº13.467/17, mais conhecida como “Reforma Trabalhista”, a maior atualização sofrida pela legislação do trabalho, desde a promulgação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) em 1943. A reforma traz mais de 100 mudanças que repercutirão de forma direta nas relações de trabalho e vem sendo alvo de duras críticas pela sua tramitação relâmpago no Congresso, e ausência de publicidade prévia para a população acerca das mudanças propostas.

De acordo com Aretusa Pollianna Araújo, Advogada Sócia da SO.M.AR Advocacia e Assessoria Jurídica, Especialista em Direito do Trabalho e Processual do Trabalho, assim como a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista é defendida pelo governo como uma prioridade, sob a alegação de que é indispensável para que as contas públicas fiquem em ordem, alegando ainda ser ela uma das principais soluções para o desemprego que assola o país. Contudo, segundo a advogada, os críticos da reforma afirmam que ela pode levar à perda de direitos dos trabalhadores, à precarização das relações de trabalho e ao aumento da crise no Brasil.

“Os defensores da Reforma alegam que os direitos adquiridos não serão reduzidos, pois a reforma respeitou integralmente a Constituição Federal, e que suas inovações garantem mais autonomia aos trabalhadores nas negociações coletivas, bem como uma maior oportunidade de tratar diretamente com o empregador, e, por via de consequência, haveria uma ampliação na geração de empregos. Os críticos alegam que a possibilidade de acordos trabalhistas terem força de lei, pode permitir a redução de direitos assegurados nas leis trabalhistas vigente até 10/11/2017”, afirma.

A advogada Mayra Regetz Monteiro, também Advogada Sócia da SO.M.AR Advocacia e Assessoria Jurídica, Especialista em Direito e Processo do Trabalho, esclarece que a SO.M.AR não tem a intenção de promover discussões político-ideológicas, mas sim, almeja destacar alguns pontos tidos como principais na alteração advinda com a Reforma, apresentando a seguir quadros comparativos e didáticos com as principais alterações legislativas.

“Percebe-se que optamos por uma abordagem relacionada com o cotidiano das relações de trabalho, salientando que há inúmeras outras inovações na legislação que precisam ser observadas e que não citamos aqui”, complementa Mayra.

As advogadas enfatizam que existem muitos pontos controvertidos e que ainda estão em discussão.

“Cabe a nós, operadores do direito, proceder com cautela na orientação dos clientes, sejam empresas ou empregados, pois a Reforma ainda gerará muito debate no Legislativo e no judiciário, o que poderá acarretar novas alterações no texto de Lei que entrará em vigor dia 11/11/2017”, informa Aretusa.

reforma trabalhista 1

reforma trabalhista 2

reforma trabalhista 3

A Fonoaudióloga Rosana Vieira e psicóloga Marina Sforza realizam atendimentos individuais e de forma coletiva, aumentando a eficiência do tratamento de pacientes

Com a finalidade de potencializar o atendimento na área da fonoaudiologia e psicologia, as profissionais Rosana Vieira (fonoaudióloga) e Marina Sforza (psicóloga) se associaram em um espaço, para atendimento das duas especialidades. Elas podem detectar a necessidade de encaminhar pacientes uma para a outra e realizar atendimentos em conjunto.

Segundo Rosana, apesar de cada profissional realizar seus atendimentos de forma independente, em alguns casos, discutem, planejam e executam atividades juntas, pois a parceria auxilia na percepção do paciente de forma mais completa, tornando o trabalho mais amplo e aumenta sua eficiência, de acordo com a necessidade de cada um.

“Atendemos adultos e crianças. No caso da criança, trabalhamos também com a escola (professor e pedagogo) e a família”, diz Marina.

Vinte anos trabalhando com o canto e a fala

De acordo com Rosana Vieira, a fonoaudiologia entrou em sua vida através da música. Cantora desde os 20 anos, Rosana iniciou seus estudos na música e passou a dar aulas particulares de canto e musicalização infantil. Ela conta que começou a perceber alunas que se queixavam de problemas patológicos como: pólipos (pregas vocais), nódulos e fendas e a pediam ajuda para resolver tais questões. Foi quando viu seu caminho profissional se ampliar e estudou fonoaudiologia em uma faculdade.

Seus pacientes são cantores, professores e outros profissionais que utilizam a voz. Além de e crianças e adultos com problemas de Motricidade Orofacial, onde trabalha com as funções de respirar, mastigar, falar, engolir. Ainda, dentro da motricidade, é possível tratar o envelhecimento com atividades que trabalham a musculatura da face. Além de todos os benefícios, os exercícios auxiliam na melhora da estética facial.“No campo da linguagem, meu trabalho tem sido nas áreas de transtornos e dificuldades de aprendizagem, dislexia, transtornos e déficit de atenção (TDA), transtorno e déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), gagueira e outras. O trabalho do fonoaudiólogo, geralmente, está ligado a outros profissionais da área da saúde. É interessante quando encontramos profissionais que gostam e se interessam em trabalhar juntos a fim de ajudar na evolução e tratamento de um mesmo paciente”.

Mais saúde mental e superação de conflitos

Com oito anos de experiência na profissão, a psicóloga Marina Sforza atuou em hospitais, trabalhou com saúde mental e recursos humanos. Seu objetivo é ajudar pessoas que necessitam de tratamento psicológico e auxiliar na superação de conflitos, dentre outras dificuldades.

anuncio seu espacoDe acordo com Marina, suas experiências profissionais a possibilitam observar melhor o tamanho do impacto do adoecimento mental das pessoas, as barreiras que enfrentam em suas rotinas, auxiliando na realização de um trabalho que contribua para a superação destes quadros. Para ela, o preconceito e falta de informação rondam a profissão. No entanto, nos últimos anos, com maior publicidade a respeito da prática, esta barreira tem diminuído e mais pessoas buscam a clínica psicológica como um meio de conseguirem melhorar a saúde e obter bem-estar.

“A psicologia me permite, através da troca e da escuta, ajudar outras pessoas. As barreiras da falta de informação e a dificuldade das pessoas colocarem a saúde em primeiro plano, levam a dedicar-me na prática profissional e a ajudar os pacientes a encontrarem sua capacidade de lidar com conflitos, medos, dores da vida e outros problemas. Com a psicologia clínica atendi desde crianças com dificuldades escolares a adultos vivenciando conflitos, adoecimentos psíquicos e aqueles que buscam mudança de vida. A psicologia atua tanto no tratamento de doenças psíquicas como a depressão, ansiedade, bipolaridade, deficit de atenção e hiperatividade (TDAH), autismo e asperge, dentre outras, como na superação de situações de luto, trabalho para mudanças de comportamento, superação de dificuldades e conflitos pessoais ou de relacionamentos. O sujeito tem a oportunidade de se conhecer melhor, entender suas forças e fraquezas e superar as dificuldades inerentes a vida. Quando conheci Rosana, encontrei nela uma profissional aberta à troca. Juntas buscamos observar nossos pacientes e prestar um serviço mais completo visando o seu bem-estar”.