Em alguns meios, como no empresarial por exemplo, o “EU” é algo forte no discurso de muitos profissionais.

A autovalorização é necessária. No entanto, se é extrema, pode se tornar excessiva, criando um aspecto antipático, autoritário e presunçoso, deixando de ser tão atraente.

Achar que o seu serviço ou produto são os melhores do mundo, pode fazer com que você deixe de evoluir. Se seu negócio é “top”, mas você não se relaciona bem, de nada adianta todo o investimento.

Se você deseja ganhar parceiros, se destacar e ser referência em prestação de serviços ou venda de produtos, ou até mesmo aumentar seu relacionamento é necessário que diminua o foco em você e passe a beneficiar outras pessoas.

Precisamos uns dos outros, por isso, é necessário valorizar o parceiro.

Trabalhar sozinho é uma grande batalha e se associar a pessoas faz com que cresçamos todos juntos.

Muitos empresários temem concorrentes. No entanto, não percebem que ter medo de concorrente é focar no problema. Desta forma, dificilmente, encontram uma solução para a questão. Se deixam de se concentrar na problemática e buscam associar-se ao concorrente, os dois passam a ser beneficiados.

Os meios empresariais, eventos de network e cursos, por exemplo, são excelentes ambientes para se frequentar e ampliar seus relacionamentos. Uma boa opção para encontrar bons parceiros.

Percebemos alguns empresários que não querem se misturar em certos meios, não querem sair de onde estão e focam no seu “EU”: eu sei, eu sou, eu faço. Eles fazem todas as ações para a sua empresa de forma isolada, acreditando que estão economizando, esquecendo que pode investir em alguns serviços e usar o intelecto para ampliar seus negócios, aumentando seu lucro.

Executar é bom, porque te mostra como as coisas acontecem na prática. Melhor ainda é fazer associado a outras pessoas. Isso é crescimento. É ser visionário.

Outra questão bastante importante referente ao “nós” é a gratidão. Receber é bom, mas é necessário ser grato. E, é necessário doar-se de alguma maneira para receber também. Se você se doa da melhor forma possível, o benefício que receberá será de altíssima qualidade.

Somos espelhos e refletimos nossas ações. Se somos simpáticos, por exemplo, seremos bem recebidos; se estamos felizes, contagiamos o ambiente.

Seja positivo, agradeça e colha bons frutos. 

Pense nisso.