Sistema de Rodízio

Os moradores da Grande Vitória, sob o modelo de rodízio no fornecimento de água implantado pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), conseguiram economizar 16% no sistema de captação do Rio Santa Maria da Vitória e 12% do Rio Jucu.

O ajuste, segundo informações da companhia, foi de 538 milhões de litros de água ao longo de uma semana de racionamento. O volume seria suficiente para abastecer durante um mês 42 mil residências.

A vazão da água no Jucu estava abaixo do necessário para garantir o abastecimento da população, mas com as últimas chuvas, o manancial iniciou um processo de recuperação. Porém, as últimas medições apontam para queda acentuada. O Rio Santa Maria da Vitória, responsável pelo abastecimento de Jardim Camburi, não reagiu às chuvas, embora o nível da represa de Rio Bonito esteja estável em 22%.

O rodízio foi iniciado pela Cesan no dia 22 de setembro e abrange 362 bairros de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana e Fundão. Os moradores dos municípios impactados podem acessar o portal da companhia (www.cesan.com.br) e obter informações sobre a agenda de racionamento nos bairros.
Mas além do racionamento, é importante que a população faça o consumo consciente da água, em função da crise hídrica sobre o Estado.

Leia também: Sustentabilidade: Transformações ambientais

Segundo o professor e ambientalista Renato Ribeiro, a falta de um planejamento por parte do Governo do Estado, já que esta situação se desenhava, mas não foi levada a sério. “A população deve fazer um esforço dentro das residências, evitando o desperdício. Além disso, é importante a colaboração das empresas e que sejam criados projetos de incentivo à economia de água, voltadas àquelas que fazem reuso da água”, frisou.