Adriano Batistuta

Pacientes necessitam de orientações importantes antes de realizar qualquer tipo de procedimento

Atualmente, homens e mulheres buscam por procedimentos cirúrgicos, seja por questões de saúde ou por estética. Esses procedimentos são procurados, muitas vezes, na tentativa de modificar algo que os incomoda em seu corpo e elevar a autoestima, melhorando assim seu convívio com a sociedade. Aumentar ou melhorar a forma dos seios e diminuir a barriga são alguns dos procedimentos mais procurados. Médico há 21 anos e com 15 anos na profissão de cirurgião plástico, Adriano Batistuta Novaes, 46 anos, em conversa com o EAMB, comenta sobre alguns procedimentos, o tipo de pele, o cuidado com queloides e fala sobre outras questões a respeito de cirurgia plástica. Veja entrevista completa:

EAMB >> Quem são seus pacientes?

Adriano Batistuta >> São pessoas que se incomodam com alguma coisa nelas mesmas, geralmente indicadas por alguém que já fez algum procedimento comigo ou que já ouviu falar sobre meu trabalho.

Quais são os procedimentos mais procurados?

>> Os procedimentos mais comuns são as próteses de mama , mama e abdôme .

Você realiza algum procedimento no consultório médico?


>>Faço somente a aplicação de botox e preenchimento com ácido hialurônico para eliminar marcas.

Porque muitas pessoas deixam de realizar cirurgias no exterior para as fazer aqui no Brasil?

>>É comum o brasileiro que mora no exterior visitar a família e aproveitar para realizar procedimentos aqui. Ele se sente mais seguro porque tem referência do profissional e do custo no Brasil. Existem excelentes profissionais na área da cirurgia plástica estética aqui.

O tipo de pele pode influenciar nos resultado da cirurgia?

>>Sim, e os fatores genéticos são os mais importantes, tanto na hora da cirurgia quanto na recuperação. Se a espessura da pele for muito fina, dificultar o fechamento dos pontos.

A cirurgia plástica substitui a academia?

>>Isso é um falso conceito. A união das duas coisas é excelente casamento. Nesse caso, o objetivo da plástica é diminuir a quantidade de gordura subcutânea e esticar mais a pele. Se o músculo está mais trabalhado o resultado é melhor. O músculo firme sustenta um pouco mais o peso das vísceras. Quem fortalece a musculatura abdominal e cuida da alimentação, tem melhores resultados após a cirurgia.

Antes do procedimento os pacientes devem perder peso?

>> Quanto mais próximo do peso ideal, melhor é o resultado. Fico atento para entender o que se espera da cirurgia. Se o objetivo é emagrecer, a cirurgia pode ajudar, mas não é o procedimento mais indicado. O paciente que deseja perder cinco quilos com uma operação pode perder a mesma quantidade fazendo uma dieta de um mês, sem a necessidade de procedimento cirúrgico. Já em relação à cirurgia de mama, oriento o paciente a perder peso antes do procedimento, porque para cada quilo a menos, perde-se de 10 a 15 gramas em cada mama, fazendo com que ela ceda. Não é aconselhável perder muito peso após a cirurgia de mama.

Quais são as orientações e recomendações para quem vai fazer um procedimento? 

>>A escolha do profissional é importante. O cirurgião deve ser credenciado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Existem profissionais que realizam procedimentos sem estar habilitados para a função, com grande chance de erro médico. Informo ao paciente que é necessário estar mais próximo ao seu peso ideal. Ele deve realizar todos os exames pré-operatórios e ficar atento sobre o uso de substâncias que alteram o sistema cardiovascular. A maioria das complicações que aparecem na mídia está relacionada a isso. Remédios para perder peso e pré-treinos que tem efedrina na fórmula, quando misturados com as medicações anestésicas, podem ocasionar em arritmia e, até mesmo, parada cardíaca. As drogas ilícitas, como cocaína e crack, também são fatores de grandes problemas. Os pacientes costumam omitir a informação. É necessário interromper o uso das drogas ou remédios que alteram o sistema cardiovascular, no mínimo, um mês antes da cirurgia.

O que é preciso para que os resultados da cirurgia e recuperação sejam eficientes?

>>Deve-se fazer repouso adequado, lembrando que isso não significa ficar parado na cama. A incidência de trombose venosa aumenta bastante se o paciente fica muito tempo parado, apático. Ele deve se recuperar evitando se esforçar fisicamente. No caso da cirurgia de mama, não deve levantar o braço além do ideal para evitar romper os pontos e não atrapalhar a fixação da prótese. Pegar peso é proibido, pois força os pontos internos e prejudica o resultado. Manter a cicatriz sempre limpa e higienizada é importante. As casquinhas que ficam superficiais devem ser retiradas, aquilo é resto de sangue, tecido de proteína e nutrientes que as bactérias usam para iniciar uma infecção. Além de diminuir o risco de infecção, a limpeza faz a cicatriz ficar com melhor aspecto. Após uma lipoaspiração, onde o local do procedimento fica roxo, se o paciente se expõe ao sol pode fixar o ferro na pele e deixá-la com manchas. A drenagem linfática ajuda bastante, recomendamos fazer de 10 a 20 sessões, cerca de quatro dias após a cirurgia. É recomendado usar cinta cirúrgica até três meses após a cirurgia. Para os pacientes com tendência a ter queloide, indicamos fita de silicone e beta terapia, um tratamento feito com radiação com outro especialista médico que evita a formação de cicatrizes exageradas.

Você costuma opinar em relação ao procedimento desejado pelo paciente?

>>Podemos opinar, mas devemos levar em consideração o que o paciente quer e o que o corpo dele permite. Oriento dizendo o que é possível e o que não é. Coisas exageradas que podem levar o paciente a risco, eu não realizo. Um dos meus objetivos na cirurgia plástica é trazer à pessoa a inclusão social, resgatando sua autoestima. A pessoa estando bem com ela mesma fará com que seja melhor companhia, refletindo positivamente nos relacionamentos dela.

 eamb adriano batistuta cirurgiao