O segredo de um casamento feliz

O segredo de um casamento feliz

Como recém-casado tenho, me esforçado para manter o relacionamento harmonioso e feliz, mas como sabemos, nem sempre é uma tarefa tão fácil. Exige um esforço diário. Tudo isso porque quando casamos, levamos conosco, uma espécie de mochila invisível, e dentro dela, as manias, traumas e medos, que costumam ser forças destrutivas em um casamento, porque na maioria das vezes estão no centro dos piores desentendimentos. Além disso, no início do relacionamento, colocamos o nosso foco no quanto o parceiro é maravilhoso e não impomos regras. Mas, ao longo do tempo, começamos a construir crenças de como eles devem agir, pensar e até mesmo sentir.

Para lidar com tudo isso é preciso sobretudo, ter inteligência emocional, que nada tem a ver em ter um alto QI ou alto nível de inteligência. Inteligência emocional é a capacidade de reconhecer e avaliar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles. Entender como nossas emoções funcionam é importante para todo ser humano, mas a inteligência emocional torna-se uma ferramenta particularmente importante no casamento porque as emoções são forças poderosas que dão o tom para um casamento, bom ou ruim. Os casais felizes usam a inteligência emocional no dia a dia, eles se escutam, discutem os problemas de forma cortês e expressam admiração e respeito uns pelos outros. Mas é claro que administrar as próprias emoções não é exatamente a tarefa mais simples do mundo, pra isso é preciso desenvolver o autoconhecimento. Conhecer-se melhor pode ajudar a tomar decisões que nos façam realmente crescer. E para adquirir autoconhecimento é preciso fazer as perguntas certas.

Segundo o Coach Anthony Robbins, o sucesso do relacionamento depende da qualidade das perguntas que você faz para si mesmo. Ele explica que se quiser recuperar o romance no seu casamento, é preciso mudar o foco e amar o parceiro pelo que ele é – que é por quem você se apaixonou, e dar um passo atrás e perguntar a si mesmo: “O que eu adoro em meu parceiro?”

Enquanto eu escrevia esse texto, me fiz as mesmas perguntas e rascunhei em um pedaço de papel, sobre a minha mesa de trabalho. As respostas para elas: Uma das coisas que mais adoro na minha esposa é o jeito como acorda, como ela sorri, como me abraça, me beija e da forma como me conta suas histórias sempre cheias de detalhes. Adoro sua inteligência, sua dedicação, seu comprometimento e a maneira como cuida da gente. Por que as perguntas funcionam? Segundo Robbins, elas mudam imediatamente o que focalizamos e, em consequência o que sentimos. Podemos mudar como nos sentimos num instante, pela simples mudança de foco. Mas será que funciona? Faça o teste e descubra agora mesmo!

 

Cadernos

comportamento
icone coach
icone nutricao
icone sabores
icone solidariedade
icone cultura
icone meio ambiente
icone medicina